Music, Videos

Clipe: Slaves – Chokehold

Artista: Slaves

Música: Chokehold

Álbum: Acts Of Fear And Love (2018)

Por que assistir: Isaac Holman (bateria e voz) e Laurie Vincent (guitarra, contrabaixo e vocais) formam uma das bandas interessantes bandas formadas na Inglaterra nos últimos anos. Na verdade nem banda são. Formada na cidade de Kent, o Slaves é uma dupla para lá de minimalista. Praticamente bateria (kit somente com caixa, surdo e dois pratos) e guitarra o tempo todo (às vezes vem um contrabaixo tocado lá nos agudos das cordas de baixo) ao vivo, com uma segunda guitarra servindo de luxo no overdub das gravações de estúdio. Em seis anos de carreira, três álbuns – o mais novo chega agora em meados de agosto às lojas físicas e virtuais. Ponha um punk na veia, com altas influências assumidas do Clash (inclusive no corte de cabelo billy dos rapazes), um quê de riffs garagebluesy mais pequenas doses de pós-punk e voilá! Você encontra músicas matadoras, para incendiar plateias e pistas de dança e fazer todo mundo cantar junto. E quando o assunto é videoclipe ainda pode adicionar o extremo bom humor dos rapazes. Sem se levar a sério, Isaac e Laurie cativam qualquer um de imediato, tanto em sons quanto nas imagens. No primeiro clipe para o novo disco, Acts Of Fear And Love, não é diferente. “Chokehold” é uma bela letra que fala de dor-cotovelo aliada a fossa, ciúme e arrependimento. Mas quem poderia imaginar que fosse ganhar um vídeo tão nada-a-ver quanto sensacional como este? A historinha é a seguinte Holman fez extremo sucesso com o vídeo anterior do Slaves (lançado em junho deste ano, com a faixa “Cut And Run” que também estará em Acts Of Fear And Love – assista à obra logo abaixo deste texto), por causa de sua coreografia meio desengonçada e largou a banda para correr atrás do sonho de se tornar uma estrela internacional da dança. Então, Vincent – puto da vida, entre fitas de videocassete e outras referências para encontrar um bom baterista – recebe vários candidatos ao cargo em uma audição muito particular. Aparecem vários candidatos. Gente vestida de gorila (referência a uma clássica propaganda de TV de uma marca britânica de chocolate em que o animal toca um hit de Phil Collins, “In The Air Tonight”), com máscara e macacão igual ao cara do Slipknot e até mesmo maquiada e fantasiada como Peter Criss (Kiss). Surgem na salinha também músicos que tocam o mesmo instrumento em outras bandas bem conhecidas como Royal Blood (Ben Thatcher), Wolf Alice (Joey Amey), Peace (Dom Boyce), Maccabees (Sam Doyle), Hinds (Amber Grimbergen) e até mesmo Blur (Dave Rowntree). Todos, porém, são devidamente rejeitados por não se encaixarem no espírito ou no ritmo da música. E.. bem… aí nào dá para contar o que acontece no final para evitar spoiler, mas fica impossível contar que os últimos segundos são os mais sensacionais depois de tanto riso.

Texto por Abonico R. Smith

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s