Music

Riviera Gaz – ao vivo

Trio formado por músicos que já tocaram com Forgotten Boys, Pitty e Sonic Youth faz show intenso na cidade de Maringá

rivieragaz2018maringa01renatamolina

Texto por Ricardo Michels

Foto de Renata Molina

Em uma noite de celebração do rock independente, a cidade paranaense de Maringá recebeu a banda Riviera Gaz para o primeiro Indie Storm Session, realizada na quinta-feira 7 de julho. O evento foi promovido pela rádio Mundo Livre FM Maringá, que transmite o programa Indie Storm, todas as sextas, às 23h.

Formado inicialmente como um projeto de Gustavo Riviera, fundador do grupo Forgotten Boys, o Riviera Gaz teve início em 2013. Com algumas músicas já compostas, em 2015, Gustavo convidou o músico Paulo Kishimoto (Forgotten Boys e Pitty) e o americano Steve Shelley (Sonic Youth) para integrarem o projeto.  No ano seguinte, a banda gravou o primeiro EP (chamado Pere Ubu, com quatro músicas) e fez shows pelo Brasil, Argentina e Uruguai. Em 2018, o grupo lançou o primeiro álbum, Connection, pela gravadora paulista HBB, em CD, LP, K7 e nas principais plataformas digitais.

Depois de um coletivo de músicos da cidade pé vermelha formado por artistas das bandas Foolish, Soundscapes e Kicking Bullets aquecer o público com sons autorais e covers de clássicos de Pixies, Jesus And Mary Chain e Yo La Tengo, o Riviera Gaz subiu ao palco do MPB Bar. Com um som que traz influências seventies, com o glam rock e psychedelic folk, o Riviera fez um show intenso.

Gustavo, Paulo e Steve apresentam suas canções com uma energia por vezes soturna, por vezes festiva, em músicas que possuem uma força impressionante que se torna ainda maior ao vivo. A presença de palco do trio traz um vigor natural, que se impõe ao longo da apresentação sem a necessidade de grandes movimentos ou qualquer afetação. Som cru e melódico ao mesmo tempo, algo honesto que reverbera diferentes influências diversas, de Ramones a Lou Reed.  As músicas de Connection, aliás, trazem esta atmosfera. O set ainda contou com covers de Neil Young e Velvet Underground, encerrando a apresentação com o palco tomado pelo público em uma noite inesquecível.

Esta foi apenas a primeira iniciativa do programa Indie Storm, especializado em rock alternativo e independente. Foi apenas o começo, muita coisa legal vem por aí.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s