Music

Gorillaz – ao vivo

Pela primeira vez no Brasil, os integrantes animados, Damon Albarn e convidados especiais fazem a festa dos fãs em noite de muita chuva

gorillaz2018sp

Texto por Fabrizio Zorzella

Foto: Reprodução

Devo confessar: quando tinha meus sete ou oito anos, lá nos 19-2000, e passava os clipes de “Clint Eastwood” na TV eu não curtia tanto, não. Não sei explicar, mas acho que eu não gostava dos desenhos. Ou até poderia gostar, mas música, em geral, não descia para mim na época.

Foi só lá pelos meus 17 anos, em rolê em casa de amigos, que o Ed Case/Sweetie Irie Re-Fix de “Clint Eastwood” era tocado praticamente todas as horas, que eu me peguei gostando da música. Isso me abriu as portas para o som da segunda/primeira banda do mito Damon Albarn! Peguei-me ouvindo “Feel Good Inc”, “Dare”, “On Melancholy Hill” e “Stylo” por muitos momentos nesse fim de adolescência e começo de vida adulta.

Torcia de leve pelo lançamento de um novo álbum mas o Damon preferiu lançar um solo, depois um novo com o Blur (e não vir fazer show aqui, é importante deixar claro… haha!). Ele sempre falava que os Gorillaz não tinham acabado, mas as esperanças já estavam indo para o saco. Até que em algum momento do ano passado surgiram quatro singles de uma vez no YouTube, o que acabou culminando com o álbum Humanz (indicado ao Grammy), o prêmio de melhor Grupo Britânico no Brit Awards) e uma nova turnê mundial.

Estava na expectativa deles serem anunciados no Lollapalooza Brasil 2018, mas o povo da T4F preferiu tomar rumos mais de Rock In Rio para o festival e trazê-los solo pela primeira vez! No Jockey ainda por cima. Nostalgia do Lolla 2013 no ar!

Os ingressos, infelizmente, não esgotaram (talvez a meia da pista normal?), mas acredito que em torno de sete mil pessoas foram ao Jockey Club na chuvosa Sexta-feira da Paixão, com os portões abrindo só uma hora e meia antes da apresentação em função das fortes chuvas que caíram na cidade de São Paulo. Na pista premium, o chão parecia uma piscininha no momento que eu me posicionei para ver o show.

Começando com a rockzuda “M1 A1” até o término com “Demon Days”, foi uma chuva de hitspassando por todos os quatro álbuns da carreira (o mais celebrado, Demon Days, foi o mais lembrado também, com oito músicas), fazendo jus à primeira apresentação em território nacional. Tivemos ainda o single lançado há pouco, “Garage Palace”, a nem lançada ainda “Hollywood” (vem novo álbum por aí?!) e a d-side classuda “Hong Kong” para completar o set.

Detalhe especial para as excelentes participações ao vivo de Peven Everett (principalmente na hiperdançante “Strobelite”) e do sempre foda De La Soul (no hit máximo “Feel Good Inc”), logo após xingar Donald Trump e provocar um “Fora, Temer” generelizado da galera. Vlw, De La Soul! Agora, incrível mesmo foi o Vince Staples, que, mesmo sem dar as caras e ser só uma imagem gravada em “Ascension”, conseguiu incendiar a galera a pular de um jeito que acho que ninguém ao vivo conseguiu. Vem logo para o BR, Vince!

Mas o que certamente esfaqueou todos no coração foram as apresentações dos clipes clássicos das músicas no telão com a banda “original”  (Murdoc, 2D, Noodle e Russel ),  enquanto a banda “da terra” (excelente, mesmo! Parabéns, Brit Awards!) perfomava suas canções para o público em São Paulo. Eu gostaria que “Tomorrow Comes Today” ficasse sendo tocada para sempre para mim… Hahaha!

Enfim, acho que no fim das contas não foi tão flop quando achava que seria em função de ser uma semana pós-Lolla! Os fãs foram, os curiosos foram e tenho a certeza de que valeu mais a pena do que se fosse em um lugar fechado (excluindo o fator chuva!). 2-D, fale para o Damon não fazer que nem fez com o Blur: manda ele voltar sempre para cá, fazendo o favor. Sempre!

Set List: “M1 A1”, “Last Living Souls”, “Rhinestone Eyes”, 2D BB Video, “Tomorrow Comes Today”, “Every Planet We Reach Is Dead”, Murdoc BB Video, “Saturnz Barz”, “19-2000”, “Superfast Jellyfish”, “Ident (”madam”)”, “On Melancholy Hill”, Noodle BB Video, “El Mañana”, “Charger”, “Intro: I Switched My Robot Off”, “Ascension”, “Strobelite”, “Interlude: Elevator Going Up”, “Andromeda”, “Hollywood”, “Garage Palace”, “Punk”, “Stylo”, “Dirty Harry”, “Feel Good Inc”. Bis: “Hong Kong”, “Kids With Guns”, Russel BB Video, “Clint Eastwood”, “Don’t Get Lost In Heaven” e “Demon Days”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s